quarta-feira, 13 de junho de 2007

MOSAICO MUSICAL DOS QUILOMBOS


Apresenta a música tradicional de três comunidades negras rurais brasileiras: Santa Rosa dos Pretos ou Santa Rosa do Barão (Itapecurumim, Maranhão), Aguapés (Osório, Rio Grande do Sul) e Mato do Tição (Jaboticatubas, Minas Gerais). A cultura africana se manifesta especialmente em tradições como o tambor de mina, o coco, o candombe, o maçambique. A presença portuguesa aparece nas ladainhas, benditos e cânticos, na reza do terço e na ciranda. Gravado pela Associação Cultural Cachuera! em parceria da Fundação Cultural Palmares. Mais informações: www.cachuera.org.br

Faixas:
SANTA RAPOSA DOS PRETOS - MA
01- Cocos "Tá no pau sicupira" e "Essa nega te dá"
02- Tambor de mina "Sta Barbara é mensageira do mar"
03- Tamobr de mina "Chama verequete"
04- Tamobr de mina "Verequete da coluna"
05- Bendito de S. Benedito
06- Coco "Bota cachaça pro bebedô"

AGUAPÉS - RS
07- Maçambique "Cantos para entrar na igreja"
08- Maçambique "Alvorada"
09- Maçambique "Contradança"
10- Maçambique "Que senzala foi aquela"

MATO DO TIÇÃO - MG
11- Jair de Siqueira "Lenda do Barão Unouê"
12- Candombe "la cacundê iauê"
13- Cântico com acordeão "Neste mês de alegria"
14- Cântico de beijamento da cruz e Candombe
15- Ciranda "Meu limão, meu limoeiro" e "Vai boiadeiro"
16- Ladainha de Nossa Senohra em latim
17- Candombe "Viemos das ondas do mar"

download

6 comentários:

Prof Monahyr disse...

Por gentileza postem novamente o Mosaico Musical dos Quilombos.
Obrigado
Abraços

BIRA disse...

Bom dia! sou professor universitário e pesquisador da cultura cultura. Por favor postem novamente o Mosaico dos QUILOMBOS. E, se possível reestabelecer alguns outros links quebrados.

Parabéns pelo blog. Excelente contribuição.

Obrigado

BIRA

BIRA disse...

corrigindo......pesquisador da cultura brasileira......

Anônimo disse...

Reposte se puder, por favor!

AKIRIJGEBO disse...

Olá
tentei baixar mais o link não existe.
Obrigado

Luiz gabriel

Anônimo disse...

Por favor,
O conteudo foi apagado!!
Postem novamente.
Obrigado e parabens pela iniciativa no resgate de nossa cultura.
M. Forte